em viagem
em viagem

Viagem para Itália: Saiba como planejar a sua com a Real!

A Itália é um país sem igual. História milenar, arquitetura com diversos patrimônios culturais, gastronomia marcante, belas praias, cidades cosmopolitas… Motivos não faltam para conhecer o país!

Mas para que sua viagem para Itália seja perfeita, é necessário certo planejamento. Desde a documentação, até o roteiro e época que você viajará, cada passo pode deixar sua experiência ainda mais mágica.

Por isso, preparamos esse guia completo com todas as informações necessárias para conhecer a Itália! Vamos explicar quais documentos são obrigatórios para entrar no país, valores dos principais passeios e, claro, uma sugestão de roteiro para 5, 10 e 15 dias! Preparado? Vamos lá!


Coliseu em Roma, Itália
Quer conhecer o Coliseu e outras atrações italianas? Acompanhe o artigo e saiba todas as informações!

Documentação necessária para brasileiros entrarem na Itália

Sabia que a Itália é o país que mais tem patrimônios da UNESCO? Pois é! Isso é só uma prova da quantidade de coisas incríveis que tem para visitar na Itália. E para os brasileiros entrarem em território italiano, são necessários alguns documentos:

  • Passaporte válido, lembre-se de que o seu documento precisa possuir uma validade de, ao menos, 3 meses além do período da sua estadia na Itália.
  • Passagens de ida e de volta.
  • Comprovante de hospedagem no país.
  • Comprovantes financeiros: você deve comprovar que possui meios de se manter no país durante o período da sua estadia.
  • Visto ETIAS: é mais simples que o visto convencional, mas deve ser requerido online pelo formulário e deve ser feito com antecedência.
  • Certificado Internacional de Vacinação contra a Covid-19 obtido no app ConecteSUS.
  • Seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros para despesas médicas e hospitalares;

Com essa documentação você recebe a permissão para ficar no Espaço Schengen, que engloba a Itália e outros 25 países europeus, por até 90 dias. Por sinal, o Tratado de Schengen é que determina a necessidade de contratar um seguro viagem para viagem para Itália.

Ele exige que os turistas possuam uma apólice com cobertura médico-hospitalar mínima de 30 mil euros ou 40 mil dólares americanos. Para comprar o melhor seguro pelo menor preço é só usar o comparador da Real! Acesse nosso artigo do blog se tiver alguma dúvida sobre a documentação necessária para os brasileiros entrarem na Itália!

O que você precisa saber antes de ir para Itália?

Agora que você já sabe qual a documentação necessária para conhecer a Itália, já poderá começar a reunir os documentos. Além deles, também é importante adquirir com certa antecedência as passagens aéreas e fazer a reserva das hospedagens, principalmente se você for viajar na alta estação, ou seja, no verão europeu (junho, julho, agosto).

Quanto custa viajar para Itália?

Bom, a Itália tem o Euro como moeda oficial, e ele é bem valorizado em relação ao Real. Isso não significa que sua viagem para Itália custará uma fortuna, mas que será necessário um certo planejamento para não sair do orçamento.

O valor de uma viagem para a Itália também dependerá totalmente do seu estilo de viagem. Você prefere ficar em hotéis ou consideraria ficar em hostels? Pretende conhecer restaurantes famosos? Vai alugar um carro ou prefere usar o sistema de transporte público? E, com certeza, o número de dias que você ficará por lá.

Cidade em penhasco durante pôr do sol na Itália
Os custos da sua viagem vão depender bastante do seu estilo de viagem. Mas sempre é possível economizar com planejamento!


Passagem aérea

O gasto mais significativo da sua viagem, provavelmente, será a passagem aérea. O ideal é que você compre as passagens com cerca de 3 meses de antecedência. Mas vale acompanhar os preços até mesmo antes pelo Google Voos, assim você saberá quais os valores médios.

Outra dica é pesquisar para qual cidade italiana costuma ter voos mais em conta. Não necessariamente você precisa chegar por Roma, a capital. Inclusive, considere isso na hora de montar o seu roteiro.

Nesse artigo do nosso blog você encontra mais dicas de como economizar na compra da passagem aérea.

Hospedagem

Com as datas definidas depois de comprar a sua passagem, chegou a hora de pensar na hospedagem. Mais uma vez a baixa ou alta estação definirá os custos. Caso viaje no verão europeu é bem importante que você reserve com certa antecedência. Considere se hospedar em hostels, mesmo que em quartos privativos (alguns têm essa opção!). Assim você conseguirá economizar e ainda conhecerá muita gente nova!

Opte por hospedagens que possuem cancelamento gratuito. Assim, caso surja algum imprevisto, você poderá cancelar ou remarcar sem custos.

Além dos clássicos hotéis e dos hostels, também tem diversas opções de pousadas e Airbnb, que podem ser vantagem se você for ficar mais dias em alguma das cidades italianas. Na hora de reservar considere também a distância da hospedagem dos destinos turísticos da cidade, assim você pode economizar em deslocamento.

Passeios

Existem infinitas opções de passeios gratuitos em toda a Itália. Desde as praias, praças e até mesmo museus possuem dias de visitação gratuitos. A maioria das cidades tem tickets que podem ser comprados com antecedência pela internet. Geralmente eles dão acessos a várias atrações e custam menos do que se comprar na portaria cada ingresso separadamente, vale pesquisar por eles!

Comprar os ingressos com antecedência também evita que você pegue muitas filas ou que o limite de viajantes por dia seja atingido. 

Gastos por dia

Com a passagem, hospedagem e passeios definidos, considere quanto você deseja gastar por dia. Para isso considere, principalmente, a alimentação e transporte. A depender da hospedagem, caso seja um Airbnb ou possua uma cozinha compartilhada, você poderá, inclusive, comprar alguns itens no mercado para preparar.

É bom ter uma média de gastos diária prevista, assim você consegue acompanhar dia a dia os seus gastos e equilibrar ao longo dos dias. Uma dica de ouro é usar o sistema de transporte público italiano. Ele funciona bem e é possível utilizá-lo inclusive entre as cidades.

Estação de trem em penhasco na Itália
Além de economizar, as viagens de trens entre as cidades italianas te darão uma vista de tirar o fôlego!


Os trens costumam ter bons preços, especialmente se as passagens forem compradas com antecedência, quando é possível encontrar promoções. Geralmente as estações de trem ficam em áreas centrais de cada cidade, o que facilita o acesso.

Qual a melhor época para ir para Itália?

A Itália pode ser visitada durante todo o ano! Mas considere que o verão europeu, entre junho e agosto, são as férias na Europa e a alta estação costuma deixar tudo mais caro e lotado. Caso seja seu objetivo ver neve, vá para o norte da Itália durante o inverno, de dezembro a fevereiro. Nessa época os preços são mais baratos (com exceção do período de festas – Natal e Réveillon), mas os dias são frios e mais curtos. 

Colinas com neve na Itália
Sim! É possível ver neve na Itália. Basta visitar o norte italiano durante o inverno europeu.


As temperaturas mais moderadas, assim como os preços mais em conta, acontecem na primavera e no outono, ou seja, entre abril e maio, setembro e outubro, respectivamente.

Roteiros de viagem para a Itália: 5, 10 e 15 dias

A Itália é de norte a sul imperdível: dá para ​​visitar museus mundialmente famosos, ir a sítios arqueológicos romanos, desvendar os canais de Veneza, curtir paisagens naturais, admirar lagos, esquiar, ir à praia, conhecer vinícolas e muito mais!

Algumas cidades se destacam e são, inclusive, bem famosas. Você pode verificar no nosso artigo as 15 cidades mais visitadas da Itália

Antes de pensar no seu roteiro pela Itália, vamos analisar um pouco melhor o mapa do famoso país da bota?

No seu roteiro você pode priorizar as principais cidades italianas, ou escolher uma das regiões da Itália para conhecer. Geralmente a Itália é dividida entre região norte, central, sul e insular (as ilhas). 

5 dias na Itália

Para um roteiro de 5 dias você pode priorizar as cidades mais famosas próximas a capital, Roma:

  • 1º dia: Roma: comece com o Coliseu, o Palatino e o Fórum Romano.
  • 2ª dia: Roma/Florença: Visite a Fontana di Trevi, e ali pertinho na estação Roma Termini e pegue um trem até Florença. O tempo médio de viagem entre as duas cidades é de 1 hora e 30 minutos. 
  • 3ª dia: Florença: na capital Toscana visite o domo da Catedral de Santa Maria del Fiore, os jardins do Palazzo Pitti e a Ponte Vecchio e seus ourives. 
  • 4ª dia: Florença/Milão: Depois de visitar a Galleria Dell’Accademia onde está o Davi de Michelangelo, a galeria de Degli Uffizi que tem obras de Sandro Botticelli, Caravaggio e Da Vinci, siga para estação Firenze Santa Maria Novella e pegue um trem até Milão. O percurso entre as duas cidades costuma durar cerca de 2 horas.
  • 5ª dia: Milão: na capital da moda conheça a Catedral (o Duomo de Milão), a terceira maior igreja do mundo e símbolo da cidade, a “Scala di Milano˜ e a Igreja Santa Maria delle Grazie, que abriga o quadro da Última Ceia, pintado por Leonardo da Vinci.

Outra opção é passar 3 dias em Roma e 2 em Nápoles, onde você pode aproveitar para conhecer o sítio arqueológico de Pompéia, a cidade dizimada pela erupção do vulcão Vesúvio há quase dois mil anos.

Fontana di Trevi, Roma, Itália
Se passar por Roma, não deixe de visitar a belíssima Fontana di Trevi.


Caso você já conheça Roma, ou queira explorar outras cidades fora do roteiro padrão, uma sugestão é ir para as ilhas de Sapri e Sardenha, ou descansar os 5 dias vendo a linda Costa Amalfitana.

Leia nosso artigo sobre o sul da Itália para conhecer essas lindas cidades costeiras!

10 dias na Itália

Se você tiver 10 dias disponíveis para curtir a Itália, saiba que você poderá explorar ainda mais cidades. Uma opção é seguir de Roma para o norte passando por Milão, Verona e Veneza. Ou, então, unir a capital italiana com o toque renascentista do centro da Itália passando por Florença e atrações dos arredores como Pisa, Siena e Bolonha.

Já pensou em conhecer a cidade onde se passa a história de Romeu e Julieta? Acesse nosso artigo e descubra Verona, no norte da Itália.

Janela da casa de Romeu e Julieta em Verona, Itália
Sim, é possível conhecer a janela de Romeu e Julieta!

Quem sabe, ainda, fazer uma roadtrip pela zona rural da Toscana? Conhecer as colinas verdes, cidades medievais e gastronomia exuberante da região do Chianti, San Gimignano, Volterra, Arezzo, Cortona e Val d’Orcia…

15 dias ou mais na Itália

Agora, se você tiver 15 dias ou mais na Itália, poderá percorrer praticamente todas as regiões italianas. Uma opção é chegar na Itália por Veneza, seguir para Milão passando por Verona, descer para o centro da Itália passando por Bolonha, Florença até Roma.

Estrada em colinas da Toscana, na Itália
Imagina fazer uma roadtrip pelas lindas estradas italianas?


A partir daí, siga para Nápoles e Sorrento, onde você pode optar ir para as ilhas italianas como Sicília e Sardenha, ou se preferir, finalizar a viagem na Grécia. Aqui no blog da Real temos um roteiro completo para uma viagem na Itália e Grécia para você!

Bom, agora você já tem o guia completo para sua viagem para Itália em mãos. Só falta planejar sua viagem e contar com a Real para ter uma aventura segura! 


Imagem de Perfil do autor

Redatora e viajante de carteirinha, vive buscando novas aventuras na sua cidade e fora dela!