em viagem
em viagem

Trem na Itália: como viajar dentro do país de forma segura

Viajar de trem para a Itália é sempre uma boa ideia, mas você sabe como fazer isso da maneira certa e economizando bastante? É essencial conhecer as principais estações, e quais cidades você pode conhecer nessa aventura.

Nosso objetivo aqui é fazer você entender como funciona a rede ferroviária do país, desde a compra de passagens a dicas de como melhor aproveitar sua viagem com segurança.

As redes férreas da Itália possuem uma das maiores velocidades e extensões do mundo. Assim, é essencial que você entenda sobre o funcionamento e valores das estações. Boa leitura!

Como é viajar de trem pela Itália?


Um trem dentro da estação.
Você já pensou em conhecer as principais cidades da Itália apenas viajando de trem? Isso é possível!

As linhas de trem da Itália são alguns das principais transportes do país. Você consegue se conectar com a maioria das cidades mais famosas, mas para fazer isso você precisa de planejamento.

Já adiantamos que sim, viajar de trem pelo país com certeza vale a pena. E não apenas para aventureiros, mas também para famílias que buscam passar um bom tempo de qualidade juntos.

Para se ter uma ideia, é possível conhecer brevemente cidades como Milão, Florença, Roma e Nápoles em apenas uma viagem!

Vale ressaltarmos que, por ser uma viagem de trem, não é possível conhecer essas cidades mais a fundo. Caso esse seja o seu objetivo, alugar um carro pode ser o mais ideal.

A companhia Trenitalia é uma das mais famosas da região, e possui os trens Frecciarossa, Frecciargento, Frecciabianca, Intercity considerados os mais rápidos, além dos trens Regionais que fazem trechos mais curtos e dinâmicos.

Tipos de trens na Itália

Em suma, os trens do país são divididos em três categorias:

  1. Freccia: Velozes e mais caros. Conectam as principais cidades do país;
  2. Intercity: Também ligam as principais cidades do país, mas são mais lentos;
  3. Regionale: Viajam entre as cidades grandes e pequenas de uma mesma região.

Principais estações de trem na Itália

As principais estações de trem da Itália têm balcões e máquinas de autoatendimento onde você pode comprar passagens, carrinhos de bagagem, guarda-volumes (cacifos), casas de câmbio, creches, banheiros e chuveiros, escritórios de achados e perdidos e uma série de outros serviços .

As principais estações de trem são:

  • Bologna Centrale;
  • Firenze Santa Maria Novella;
  • Genova Piazza Principe;
  • Milano Centrale;
  • Milano Porta Garibaldi;
  • Napoli Centrale;
  • Palermo Centrale;
  • Pisa Centrale;
  • Roma Termini;
  • Venezia Santa Lucia;
  • Venezia Mestre;
  • Verona Porta Nuova.

Precisa comprar as passagens de trem com antecedência?


Um trem perto da área de embarque da estação externa.
As paisagens proporcionadas por essa aventura são únicas e fazem qualquer pessoa se apaixonar!

Uma dica essencial para ter sucesso nas suas viagens é saber como comprar suas passagens de trem com antecedência.

Você pode comprá-las através da internet para as viagens mais longas ou que vão de encontro com a alta temporada.

No entanto, se a sua meta é apenas passar pelas viagens regionais, não precisa comprar as passagens com antecedência.

Isso porque os preços quase não sofrem alterações significantes para ajudar a economizar, e raramente eles ficam lotados.

Nesses casos, você pode ir diretamente para as bilheterias que ficam dentro das estações, ou para as máquinas de venda (elas possuem maior diversidade em idiomas).

É possível comprar as passagens em dinheiro ou cartão. No entanto, você deve prestar bastante atenção aos “borseggiatore” que são furtadores prontos para abordar turistas e se aproveitarem da situação.

Leia também: viagem para Itália: saiba como planejar a sua com a Real!

Como embarcar nos trens na Itália?

O recomendável é que quem já tiver comprado as passagens, chegue 30 minutos mais cedo na estação. No bilhete você terá informações importantes sobre o embarque, como qual a plataforma que você deverá ir (chamada de “binário").

Um ponto importante é que você não deve procurar o seu trem pelo destino. Na maioria das vezes o destino que fica impresso no documento não é o destino final do trem. Sempre confirme pelo número e horário da locomotiva.

Em alguns trens você precisará escolher o local do assento com antecedência. Caso seja preciso, basta entrar no vagão (conhecido como “carozza”) e ir para o lugar indicado no bilhete.

Embarque nos trens Regionales

Para quem vai viajar nos trens regionais, o sistema de embarque é bastante similar ao de ônibus. Eles não possuem dados como número da locomotiva, horário e lugar marcado.

A passagem que você compra desta categoria é válida durante todo o dia, basta você escolher o que passará mais perto rumo ao seu destino.

É preciso que, antes de embarcar, o passageiro carimbe o seu documento em uma das máquinas próprias para isso.

Dessa forma, a administração local consegue ter um controle maior sobre a quantidade de passageiros que passam por ali, como se fossem cobradores.

Atenção: é extremamente importante que você guarde o seu recibo carimbado durante todo o percurso da viagem! Caso contrário, a fiscalização local poderá aplicar multa de até € 200.

Bagagens nos trens

Grande parte dos trens na Itália não tem restrições obrigatórias, mas existem algumas exceções que variam de acordo com o trem reservado e a classe. É necessário consultar previamente a companhia férrea para ter certeza do limite disponível.

De qualquer forma, sempre aconselhamos os passageiros a trazerem o mínimo possível, pois não há serviço de bagagem despachada no trem.

Geralmente há um compartimento na entrada de cada veículo para malas maiores. Malas menores e bagagem de mão podem ser armazenadas no compartimento acima ou abaixo do assento.

Em alguns casos, você também pode encontrar trens que possuem espaços ao fundo do vagão próprios para armazenar malas maiores. No entanto, essa é uma espécie de “pacto social”, e não uma regra.

Dicas essenciais para uma viagem segura


Um trem na estação externa.
As velocidades dos trens chegam a impressionar, mas são totalmente seguros!

Agora que você já sabe mais sobre como funciona o transporte de trem na Itália, está na hora de aprender como viajar de forma segura.

A Itália é um país muito lindo e que atrai milhares de turistas todos os anos. Por isso, infelizmente muitos criminosos tentam se aproveitar da inocência do visitante e aplicam golpes financeiros.

Lembre-se de não confiar em qualquer pessoa, e jamais aceitar produtos como “amostra grátis”. As chances de você ter que pagar depois são altíssimas!

Como você viu, um bom planejamento é essencial para uma viagem de sucesso. Pegue seu caderno e caneta e anote tudo, desde possíveis gastos a reservas de emergência. Afinal, é melhor sobrar dinheiro do que faltar, não é mesmo?

Por último, mas não menos importante, lembre-se de estar protegido! Antes de se aventurar em qualquer jornada, é muito importante contratar um seguro viagem.

Em especial para os destinos internacionais, que podem ser desafiadores sem o auxílio necessário.

O seguro viagem é uma espécie de auxílio emergencial que cobre o viajante em situações onde a viagem é comprometida, como imprevistos hospitalares, burocráticos e até mesmo em casos de extravio de bagagem.

Para fazer a simulação, é bem simples, basta clicar no botão de cotar logo abaixo:


Em caso de dúvidas, entre em contato com a Real e se programe com antecedência!

Imagem de Perfil do autor

Redator SEO apaixonado por literatura e viagem, eterno estudante.