em viagem
em viagem

Conheça as belezas e atrações do Sul da Itália!

Monumentos históricos com uma arquitetura encantadora, uma cultura única que influencia boa parte do mundo e, é claro, a tão famosa pizza italiana para os amantes da gastronomia. Se você gosta de cidades com um clima agradável e história de sobra pra conhecer, então o Sul da Itália é o lugar ideal pra incluir na sua viagem! 

Antes de tudo, é importante não confundir a Itália Meridional, que é composta pelas regiões de Abruzzo, Apulia, Basilicata, Calabria, Campania e Molise com a Itália Insular, composta por Sardinia e Sicília.

Ainda assim, as duas grande regiões são vizinhas e juntas formam o Sul da Itália - também chamado de Mezzogiorno -, o que torna ainda mais fácil organizar o seu roteiro de viagem e não deixar nenhum lugar importante de fora!


Se você acompanha o nosso blog, sabe que sempre pode contar com as nossas dicas pra planejar a viagem perfeita, não é mesmo? Pensando nisso, separamos 10 cidades inesquecíveis do Sul da Itália que encantam qualquer pessoa que as visite, especialmente para você! Sem perder mais tempo, dá uma olhada na lista:

Nápoles

Não poderíamos começar com outra cidade que não seja uma das mais famosas de toda a Itália, não é mesmo? Nápoles é um lugar único, localizado na região da Campânia, e com toda a certeza não há nenhum outro local parecido pelo país.

Uma das maiores cidades da Itália, Nápoles é conhecida por ser agitada, descontraída, ou até mesmo bagunçada, como muitas pessoas diriam, mas esse pode ser exatamente um dos seus maiores atrativos.


Roupas estendidas nos prédios da cidade de Nápoles, Itália.
A cidade de Nápoles, com seu charme que não é encontrado em nenhum outro lugar

Famosa pela sua história, onde pertenceu a diversos povos diferentes, também é a terra natal de uma das receitas mais amadas no mundo inteiro como conhecemos hoje, a pizza!

Com sua energia caótica, alegre e agitada, não é difícil se apaixonar à primeira vista pela cidade. Possui vários pontos turísticos que valem a pena serem explorados com calma, como diversos castelos, para os fãs da arquitetura medieval - por exemplo, o famoso Castelo dell'Ovo e o Castelo Sant'elmo, com sua vista privilegiada para a cidade inteira.

Temos ainda o Palácio Real, que serviu de residência aos reis de Nápoles e Sicília, o Museu Arqueológico Nacional, com uma extensa coleção artística e, é claro, diversas pizzarias, conhecidas pela melhor pizza da Itália inteira!

Caso você seja uma pessoa religiosa, Nápoles serviu como cidade materna para vários papas, além de abrigar monumentos religiosos como as Catacumbas de San Gennaro, um cemitério subterrâneo que abrigou o corpo de São Gennaro (ou Januário, como é conhecido no Brasil) e a Catedral de Nápoles, uma das principais igrejas católicas do país, com uma enorme importância histórica.

Um lugar único que pode fazer muitas pessoas se sentirem em casa, Nápoles geralmente costuma ser o início da viagem pelo Sul da Itália, geralmente seguindo direto para a Costa Amalfitana, que falaremos em seguida!


Costa Amalfitana

A Costa Amalfitana não é bem uma cidade, na verdade, é uma orla composta por várias cidades - como as famosas Amalfi, Positano, Ravello e várias outras.

Mesmo assim, não podemos deixar de incluí-la na lista pois a costa como um todo é um lugar de uma beleza natural incrível, uma prova disso é ter sido classificada pela UNESCO como Patrimônio Mundial da Humanidade!


Várias casas na costa da cidade de Positano, na Costa Amalfitana, Itália.
Uma das mais belas vistas da Costa Amalfitana, a cidade de Positano, ao anoitecer

Dona de um charme único, a Costa Amalfitana parece que saiu direto de uma pintura barroca, banhada por um mar tão azul quanto o céu e uma diversidade natural enorme. Seu nome vem de uma das suas cidades, Amalfi, que costuma ser indispensável a qualquer visitante - um lugar pequeno com uma quantidade enorme de turistas e uma paisagem incrível, cercada por penhascos e um cenário costeiro.

Pelo seu tamanho, não é difícil visitar a maior parte das suas atrações a pé, como a Piazza del Duomo, uma praça animada e aconchegante que abriga a Catedral de Amalfi, dedicada ao Santo André, com sua arquitetura e relíquias que deixam qualquer pessoa impressionada.

Positano também encanta com sua beleza, construções históricas e clima litorâneo. A cidade é uma das mais famosas da Costa Amalfitana, com suas casinhas coloridas e vielas para explorar.

Aos amantes da arquitetura, Positano abriga mais um monumento histórico, a Igreja de Santa Maria Assunta, com suas relíquias e obras de arte que facilmente farão você esquecer dos arredores! Ainda, fazendo jus à fama da costa, não só Positano como várias outras cidades possuem pequenas praias, como Ravello, Atrani, Maiori e a própria Amalfi.

Sorrento

Ainda na região da Campânia, Sorrento se consolida como mais um destino indispensável para você! Localizada em uma das extremidades da Costa Amalfitana, com um clima agradável no verão, suas praias e piscinas naturais se tornam bastante requisitadas.


Pequenos barcos aportados em um dos portos de Sorrento, Itália.
Uma das vistas mais comuns de Sorrento é uma série de barcos nos portos

Sua paisagem cercada de mar e montanhas é ideal para assistir a variação de cores que acontece no céu durante o pôr do sol. Além de toda a sua beleza, a cidade ainda é conhecida pelo seu artesanato, como cerâmicas, tecidos e trabalhos de marcenaria.

Também vale a pena passar o final da tarde na Piazza Tasso, uma praça que é rodeada de vários restaurantes e bares, onde é fácil encontrar uma garrafa de Limoncello, um licor italiano feito de limão que é especialidade dessa região, além da culinária local!

Por fim, não podemos esquecer a Marina Grande, que possui uma pequena comunidade pesqueira e também é atração para a maioria dos viajantes, e a Marina Piccola, onde fica localizado o porto de Sorrento. Seu clima agradável e acolhedor torna o lugar ainda mais bonito, ainda mais com os restaurantes e a vista para o mar.

Capri

Partindo de Sorrento, você ainda pode aproveitar a visita ao porto para pegar uma balsa direto para Capri, uma ilha que emerge na parte sul do Golfo de Nápoles e é um dos destinos mais requisitados.


Um pequeno barco amarelo em frente aos Faraglioni, na Ilha de Capri, Itália.
Os grandes pilares de pedra da Ilha de Capri, os Faraglioni, são ponto indispensável para um passeio de barco

Com belezas naturais e uma importância histórica impressionante, não é surpresa alguma que as visitas à cidade de Capri, que compartilha o mesmo nome da ilha, vão proporcionar a você uma experiência inesquecível! Na parte sul, encontramos os Faraglioni, três pilares de pedra que se erguem do mar e são parte da sua marca registrada.

Uma das suas principais atrações é a Gruta Azul, uma caverna marinha que foi batizada assim por causa da luz solar que cria um reflexo azul e ilumina a parte interna do local, criando uma atmosfera que beira o sobrenatural.

Por mais que o passeio não seja muito longo – afinal, existem vários turistas querendo entrar também! –, é uma experiência única e mágica que você não experimenta em nenhum outro lugar do mundo. Apesar de não serem tão famosas, temos também a Gruta Verde e a Gruta Branca, que possuem uma beleza única e merecem a sua atenção.

Os encantos de Capri não acabam por aí, pois você ainda pode conhecer melhor a história da cidade indo até o Centro Histórico, com um clima quieto e diferente das outras áreas, ou permanecer no centro da cidade, na Piazzetta, e aproveitar todo o glamour que ela oferece, cercada de bares e restaurantes e, se der sorte, até mesmo encontrar celebridades e estrelas para tirar uma foto!

Não é à toa que a Piazzetta é considerada o coração da ilha. Capri também abriga os Jardins de Augusto, conhecido pelos seus arranjos de flores memoráveis e uma vista única de todo o mar, o porto e os Faraglioni, sendo o local perfeito para uma foto!


Palermo

Mais uma parada inesquecível, Palermo é a capital da Sicília e a maior cidade da ilha. Uma das cidades mais populosas, é também um importante centro histórico, cultural e econômico e, por isso, é mais uma das cidades italianas na lista de Patrimônio Mundial da UNESCO. Cercada por montanhas e as águas do oceano mediterrâneo, visitar o Sul da Itália e não incluir Palermo no seu roteiro de viagem não é uma opção!


Vista de cima da Piazza Pretoria, uma das praças de Palermo, Itália.
A Piazza Pretoria, também conhecida como Praça da Vergonha por causa das estátuas nuas ao seu redor

Repleta de atrações, é impossível você não se interessar por alguma (ou várias) delas. A própria arquitetura da cidade é um grande atrativo, pois viajar pelas suas ruas é quase como fazer uma viagem por um museu repleto de artefatos históricos a céu aberto.

Além dos diversos monumentos, como igrejas, palácios e castelos, simplesmente andando pela cidade você consegue revisitar milhares de anos de uma história fascinante, marcada por diversas guerras e acontecimentos.

Uma das paradas mais interessantes é o Palácio dos Normandos, ou, como também é conhecido, Palácio Real, que foi a casa dos Reis da Sicília e fica localizado na Piazza del Parlamento, uma das praças centrais mais importantes da cidade. Com uma enorme importância histórica e cultural, seu estilo arquitetônico é de tirar o fôlego!

Não é por acaso que o local é disputado pelos viajantes e, assim como a maior parte dos outros pontos turísticos, pode ficar um pouco congestionado, então se prepare bem antes de visitá-lo. As igrejas de Palermo, como a Catedral de Palermo e a Madonna dei Rimedi, com seu estilo barroco, também podem ser ótimos pontos de visita.

O Teatro Massimo, um dos maiores de toda a Europa, é um ótimo lugar para quem se interessa por espetáculos e quer assistir às óperas italianas! Aos amantes do cinema, o teatro foi um dos locais de filmagem do filme O Poderoso Chefão 3, o que pode tornar a visita ainda mais interessante.

Por fim, é claro que não poderiam faltar as praias que se encontram pelos arredores da cidade, algumas delas bem famosas, como Mondello, com suas águas cristalinas, areia clara e uma vista como nenhuma outra!


Régio da Calábria

Muitas vezes chamada apenas de Régio (ou Reggio, em italiano), é a maior cidade da região da Calábria. Famosa pelo seu litoral, também possui uma grande importância histórica e cultural, com diversos pontos importantes para incluir na visita, como o Museu Arqueológico Nacional de Reggio Calabria.


Paisagem para o mar da Arena dello Stretto, na cidade de Régio da Calábria, Itália.
Com sua bela vista para o mar, a Arena dello Stretto é o lugar certo pra programações leves no fim da tarde

A Orla da cidade oferece uma vista encantadora para o Estreito de Messina, que separa a Calábria da Sicília, e uma das vistas mais belas de toda a Itália! O Castelo de Reggio Calabria, também conhecido como Castelo Aragonês, é sede de passeios recorrentes e de alguns eventos culturais, por mais que esteja parcialmente destruído desde o final do século 19.

A Catedral de Reggio, dedicada à Assunção da Virgem Maria, encanta qualquer pessoa com sua estrutura com elementos romanos e góticos – estilo adotado principalmente após a sua reconstrução graças a um terremoto no século 20.

Catânia

Mais uma cidade da Sicília – a segunda maior da região –, localizada na costa leste, umas das suas características mais marcantes é que se encontra lado a lado do Monte Etna, o maior vulcão ativo de toda a Itália!

Repleta de praças, bares e cafés, a Catânia tem um charme inigualável com várias estruturas barrocas, muitas delas já escurecidas após vários anos de fuligem depositada sobre elas. A cidade já foi quase que totalmente destruída, no século 17, com um terremoto e uma erupção vulcânica, mas conseguiu se reerguer e hoje possui uma arquitetura impecável, assim como boa parte do Sul da Itália.


Vista panorâmica para o Monte Etna, na cidade de Catânia, Itália.
Podendo ser visto até mesmo durante a sua viagem de avião, o Monte Etna é uma das vistas mais incríveis no Sul da Itália

Repleta de praças, bares, festas e costumes locais que auxiliam na vida noturna agitada, a Catânia também é bastante conhecida pela sua culinária! A Piazza del Duomo, a praça central da cidade, é um dos pontos principais para qualquer visitante.

Com seu charme barroco, a praça é cercada de estruturas e edifícios magníficos, como a Catedral de Santa Ágata e a Fonte do Elefante, uma construção histórica que demarca o ponto central e coração da Catânia!

Próximo à Piazza, há um mercado de peixes a céu aberto, tão antigo quanto a cidade, lugar perfeito tanto para entender melhor sobre a culinária da cidade quanto para conhecer os hábitos da população local.

Mas se você acha que peixe é a única coisa à venda, é aí que se engana! Também conseguimos encontrar carnes no geral, vegetais, degustação de queijos, etc. Ainda, se você andar mais um pouco, chegará até a Via Etnea, uma rua repleta de restaurantes e lojas, sendo um dos principais centros comerciais da Catânia.

Um dos pontos mais interessantes é o famoso Anfiteatro da Catânia, ou melhor, suas ruínas, sendo esse um dos poucos vestígios do passado da cidade que ainda permanecem mesmo após os desastres naturais.

Foi construído provavelmente por volta do século 2, ou seja, tem mais de 2000 anos de idade! Por mais que apenas uma parte da sua estrutura seja visível hoje, é um centro histórico com uma importância imensurável que vale todo o tempo gasto na visita.

Pompéia

Se você gosta de locais repletos de história, esse é o seu lugar. A Pompéia, conhecida como a cidade petrificada, é um daqueles lugares que devemos conhecer o mais rápido possível – ou pelo o que sobrou dele. Há quase 2 mil anos, a cidade foi devastada pelo Monte Vesúvio, um vulcão que entrou em erupção e soterrou a cidade em magma.

Hoje, condenada a continuar viva, porém em forma de escombros e ruínas, é um dos principais pontos turísticos não só do Sul da Itália, mas de todo o país.


Vista das ruínas da cidade de Pompéia, Itália
Mesmo repleta de ruínas, a cidade de Pompéia consegue ter uma vista espetacular

Andar por Pompéia com certeza é uma experiência, no mínimo, interessante. Para algumas pessoas, pode ser triste saber que toda a sua população foi perdida e que uma cidade inteira foi destruída sem chance alguma para sequer se reconstruir, como a Catânia.

Para outras, pode ser uma visita inesquecível, pois através das ruínas nós conseguimos ter uma grande noção de como aquela sociedade antiga se organizava.

Independente do que você pense, não podemos negar que a história desta cidade é incrível e é indispensável incluí-la na sua viagem!

As ruínas de Pompéia são um dos maiores sítios arqueológicos abertos à visitação e, obviamente, também são reconhecidas pelo UNESCO como Patrimônio Mundial. Na visita, você vai encontrar desde casas até teatros e templos antigos, uma verdadeira viagem no tempo!

Além das estruturas, podemos encontrar ainda certos tipos de “manequins” que representam as pessoas atingidas pela lava, na exata posição em que estavam na hora em que foram mortas pelo vulcão, através de uma técnica utilizando gesso.

Leia também: entrada de brasileiros na Itália: saiba o que apresentar

Agrigento

Com pouco mais de 55 mil habitantes, Agrigento é uma cidade bastante antiga que foi colonizada pelos gregos na época em que eles se encontravam pelo sul da Itália, sendo fundada no ano 581 a.C., há mais de 2500 anos! Não é à toa que é conhecida por ser a cidade “mais grega” do país, onde conseguimos encontrar até mesmo as ruínas de várias construções, como o famoso Vale dos Templos.

Apesar de não ser literalmente um vale, é um dos sítios arqueológicos mais importantes da Itália, onde encontramos alguns templos – como o Templo da Concórdia, uma das estruturas mais bem preservadas do local –, santuários, cemitérios, etc.


Vista para o Templo da Concórdia, monumento no Vale dos Templos em Agrigento, Itália.
O Templo da Concórdia é um dos monumentos mais bem preservados no Vale dos Templos

Próximo dos templos de Castor e Pólux e de Vulcano, você também vai encontrar o Jardim Kolymbetra, com seu odor característico de frutas cítricas e sua vegetação encantadora. Além das laranjas, limões e tangerinas, o jardim é repleto também de oliveiras e amendoeiras. Uma das partes mais divertidas da visita é que, pela grande quantidade de frutas nas árvores espalhadas pelo caminho, você tem total liberdade para comê-las!

Já no Centro Histórico da cidade, você vai encontrar vários edifícios religiosos, como igrejas e mosteiros, ligados pela rua principal, a Via Atenea, que também abriga diversos barzinhos, restaurantes e lojas, o ambiente perfeito para um descanso.

Por mais que a maior parte dos monumentos de Agrigento tenham sido bastante castigados pelo tempo, principalmente no Vale dos Templos, onde da maioria só restaram ruínas, a cidade é rica em história e cultura, se tornando um dos destinos favoritos de muitas pessoas.

Taormina

Não é difícil encontrar alguém falando que Taormina é uma das cidades mais bonitas de toda a Itália. Conhecida como “a jóia da Sicília”, possui uma área de apenas 13km² e uma vista para uma paisagem impressionante, pois fica situada em uma colina de frente para o mar com mais de 200m, o Monte Tauro.


Vista de cima para a Isola Bella, na cidade de Taormina, Itália.
A Isola Bella, com seus atributos naturais, é facilmente uma das vistas mais encantadoras de todo o Sul da Itália

Banhada por águas transparentes, a cidade é cercada pelo mar Jônico, o que juntamente com a montanha em que se localiza, cria uma atmosfera única que possibilita ver até mesmo o Monte Etna!

A cidadezinha também tem uma enorme importância histórica, com monumentos como o Teatro Antigo, construído no século 3 a.C. Apenas mais um dos vários locais com a vista impecável para o mar e o vulcão Etna, hoje é utilizado para eventos culturais, mas já serviu de arena para os duelos entre gladiadores.

Na Piazza del Duomo, a praça principal de Taormina, encontramos alguns monumentos históricos como a fonte d’água com uma escultura de um centauro, conhecido por ser um dos símbolos da cidade, e a Catedral de Taormina, com sua arquitetura medieval.

A Isola Bella, como o próprio nome sugere, é uma ilhazinha que fica aos pés da montanha e te dará uma vista privilegiada e mais próxima do mar – tendo até um caminho que liga a ilha até uma praia, sendo possível passar a tarde aproveitando a vista privilegiada.

Hoje o local é também uma reserva natural, possuindo até mesmo um pequeno museu naturalístico que mostra o ecossistema e a herança cultural da ilha. A cidade ainda oferece diversos outros lugares a serem descobertos, como o Museu de Artes e a Torre do Relógio.

Pronto para organizar sua viagem para o sul da Itália?

O Sul da Itália apresenta cidades com uma beleza imensurável e uma história tão extensa que fica difícil de conhecê-la por inteiro. Repleta de monumentos históricos como templos, igrejas e castelos, é o lugar ideal para quem se interessa pela cultura antiga e arquiteturas medievais que não são encontradas em nenhum outro lugar!

Por mais que tenhamos escolhido listar essas cidades para você, existem diversas outras que valem muito a pena serem descobertas e exploradas durante a sua viagem! 

Leia também: roteiro de viagem Itália e Grécia: conheça suas belezas!

Ainda, a Itália é um país extremamente rico e não se resume à região sul, por isso você pode considerar outras regiões e cidades indispensáveis para os amantes da cultura do país europeu!

Gostou do conteúdo que preparamos? Compartilha com outros viajantes e aproveite pra conferir o nosso blog e ficar por dentro dos melhores destinos e dicas de viagem!

Imagem de Perfil do autor

Estudante de jornalismo, redator e ex-colaborador da Real