Turismo na América do Sul: 9 cidades da Argentina para conhecer!

Provavelmente você já tenha considerado visitar a América do Sul, mas sabe por onde começar? Que tal conhecer nosso vizinho hermano? Te garantimos que existe muito mais da Argentina do que apenas rivalidade futebolística!

Aliás, a população argentina é conhecida pela sua hospitalidade, principalmente com brasileiros! Parece estranho, mas é verdade.

As cidades argentinas merecem entrar no seu roteiro de viagem, isso porque o território do país abriga tanto edificações incríveis como belezas naturais que vão te deixar perplexo - no bom sentido! Com uma iluminação natural azulada, você nunca verá nada igual!

Vamos te indicar 9 cidades argentinas que valem a pena incluir no roteiro de viagem, e não só: temos mais dicas para quem quer conhecer o país! Confira!

Quais são os documentos necessários para entrar na Argentina?

Antes mesmo de conhecer as cidades argentinas é necessário saber quais documentações ter consigo para essa viagem internacional. Vamos lá?

Entrar no território argentino é bem mais simples do que você imagina! Por conta do acordo do Mercosul, a aceitação de entrada de estrangeiros na condição de turistas depende tão somente de um documento de identificação oficial do país de origem, com foto. Mas o passaporte também vale, é claro.

É importante que seu documento esteja atualizado a fim de não gerar dúvidas acerca da sua identidade. Aquele RG com foto de criança não vai passar, ok? O RG vale por 10 anos, mas é indicado que sua atualização seja de, pelo menos, 2 em 2 anos quando se pretende realizar viagens internacionais.

Além disso, caso você pense em utilizar aquela sua carteira de identificação profissional, desista. Elas não são válidas fora do território nacional. Caso o RG tenha sido furtado ou perdido, será necessário apresentar recibo do órgão regulador de que o documento está em processo de renovação, bem como boletim de ocorrência.

Na migração pode ser que te perguntem se você possui reserva em algum hotel, e mesmo que não seja requisito, pode ser interessante apresentar essa informação.

Argentina e Coronavírus

Por conta da pandemia, para adentrar em solo argentino é preciso apresentar PCR negativo feito a, no máximo, 72 horas antes do embarque, bem como comprovante de seguro com cobertura para Covid. A mesma regra se aplica para o retorno ao país de origem.

Mais belas cidades turísticas da Argentina para o seu roteiro

Tendo ciência dos cuidados burocráticos, chegou a hora de conhecer as cidades turísticas argentinas. Montamos uma lista com várias maravilhas diferentes. Repare bem para onde vai antes de montar sua bagagem, hein!

Roteiro urbano

A Argentina é conhecida pela carne, vinho, tango e por ser um dos principais destinos dos brasileiros quando se trata da primeira viagem internacional. Boa parte desse carinho tão grande é também pelo clima e lindas edificações. Se você é super urbano, aqui vão algumas cidades que com certeza farão sua cabeça!

1. Buenos Aires

Buenos Aires capital da Argentina

Casa Rosada, em Buenos Aires.

Nós entendemos a agitação causada em alguns por Buenos Aires, afinal, é a capital cosmopolita do país. Esta província tem tudo o que você precisa quando pensa em conhecer novas culinárias, culturas e climas.

Buenos Aires é um centro urbano, e tem um charme que encanta desde quando se pisa em seu solo. Sem contar a arquitetura, que é extremamente charmosa e exuberante. É impossível não se encantar.

O pontos turísticos da cidade são estes:

  • Casa Rosada;
  • Cemitério Recoleta (sim, o cemitério é tão lindo que tem um fluxo imenso de visitantes, aproveite para conhecer o túmulo de Evita Perón, está sempre recheado de flores!);
  • El Caminito;
  • Teatro Colón;
  • Madero Tango;
  • Puente de las Mujeres (e todos os bares e restaurantes que ficam no entorno no Puerto Madero!);
  • Museu de Arte Latinoamericana - MALBA;
  • Universidad de BsAs;
  • Catedral de Buenos Aires;
  • Estádio La Bombonera;
  • Feira de San Telmo (aos domingos);
  • Rosedal de Palermo;
  • Pizzari Guerrin;
  • Colônia do Sacramento, e muito mais!

Existem mais de 45 lugares que valem a sua visita, e o mais indicado é uma estadia de, no mínimo, 4 dias em Buenos Aires.

2. Córdoba

Parque Samiento em Córdoba, Argentina

Parque Samiento em Córdoba, Argentina

Esta é a segunda cidade mais populosa da Argentina, e é procurada pelos turistas por conta de sua vida boêmia, mesmo que seja uma cidade com um clima de interior mais acentuado. Precisamos citar que esta cidade não fica tão atrás de BsAs quando se trata de arquitetura.

Três dias em Córdoba e você conhecerá todos os pontos turísticos com tranquilidade, guardando memórias para toda a vida. Anote estes lugares:

  • Museo Superior de Bellas Artes "Evita";
  • Parque Samiento;
  • Igreja dos Capuchinhos;
  • Zoo Córdoba;
  • La Cañada de Córdoba;
  • Córdoba Botanical Garden;
  • Parque del Kepmpes;
  • Cripta Jesuitica;
  • Fuente de Àguas Danzantes;
  • Paseo del Buen Pastor: este é o centro cultural, gastronômico e cultural de Nueva Córdoba, aproveite este point, principalmente a noite!

Rota do vinho na Argentina

Aproveite sua viagem e conheça os melhores rótulos de vinhos de todo o mundo. A gastronomia argentina é conhecida por ser mais forte, então o enoturismo é uma das vertentes do turismo no país.

3. Mendonza

Homem segurança taça de vinho em Mendonza, na Argentina

Em Mendoza você pode conhecer inúmeras vinícolas

Esta cidade argentina poderia entrar facilmente também no roteiro de centros urbanos de qualidade para turistas, porém optamos por sugerir outro tipo de passeio à céu aberto: visitas à vinícolas da região.

A qualidade dos vinhos mendocianos é conhecida internacionalmente, bem como os projetos arquitetônicos das vinícolas argentinas. A receptividade desses estabelecimentos faz com que todos os turistas se sintam extremamente bem recebidos!

A maioria dos passeios é guiado, mas de toda forma anote os nomes das bodegas (como são chamadas as vinícolas na Argentina):

  • Catena Zapata (imperdível!);
  • Bodega Candon;
  • Bodegas Trapiche;
  • Bodega Vistalba;
  • Bodega CARO;
  • Viña Cobos;
  • Bodega Norton;
  • Clos de Chacras;
  • Bodega La Azul;
  • Bodega Budeguer;
  • Bode Familia Canepa Martin;
  • Casarena Bodega y Vinedos, e muitas – muitas mesmo! – mais.

Malbecs e outros tintos estão te esperando em Mendonza e suas províncias, como Maipú.

Porém, se você está de passagem pela cidade vale a pena conhecer o exuberante Parque General San Martin. Anote aí!

5. Salta

Salta, cidade na Argentina

Além dos vinhos, Salta é um destino cultural incrível!

Salta fica no noroeste montanhoso da Argentina, e existe desde 1582. A arquitetura colonial espanhola e a herança andina.

A cidade não possui aeroporto, mas fica a 2h10 de Buenos Aires, e não existe uma época mais indicada para conhecer essa região e aproveitá-la de verdade: o território é lindo o ano todo!

Indicamos uma estadia de, no mínimo, 4 dias em Salta. As mais belas vinícolas são estas:

  • Experiência Colomé;
  • Bodega Finca Las Nubes;
  • Bodega El Porvenir de Cafayate;
  • Bodega Puna;
  • Antigua Bodega Vasija Secreta;
  • Estancia Los Cardones;
  • Bodega San Pedro de Yacochuya;
  • Burbujas de Altura;

Este é um destino e tanto, já que apreciar os vinhos ficará muito mais interessante pela paisagem em volta: montanhas cortando o céu!

Belezas naturais estonteantes!

Pegando o gancho dos atrativos naturais de Salta, queremos que você saiba que a Argentina reserva muitas surpresas naturais aos seus visitantes, possuindo muito mais do que 7 maravilhas paisagísticas, afinal a Patagônia se localiza majoritariamente neste território!

Mas já avisamos: esses são destinos para quem ama destinos com climas amenos até climas bem gelados! Nós afirmamos que valerá cada look térmico montado.

6. San Carlos de Bariloche

Bariloche, na Argentina

Lago Gutiérrez, em Bariloche

É impossível conhecer toda a patagônia em apenas uma viagem, mas seu batismo natural argentino é em Bariloche, na província de Rio Negro. Esta cidade é o ponto de saída para caminhadas, trilhas, escaladas e práticas de esqui nas montanhas mais próximas.

A fim de aumentar suas chances de encontrar neve caindo dos céus, indica-se que sua viagem seja entre os meses de julho e agosto, mas se prepare: frio e vento te esperam!

Você terá que ir de carro ou ônibus desde BsAs, mas isso é o de menos. Tenha em mente estes pontos de interesse para não se confundir com tanta beleza:

  • Calle Mitre: para comprar chocolates suíços!
  • Cerro Catedral: a mais famosa estação de esqui nas montanhas;
  • Cerro Oto;
  • Ski Centenario;
  • Catedral Alta Patagônia: esqui, snowboard e esportes de inverno;
  • Confitería de Cerro Campanario: teleférico com vista ao lago;
  • Gutiérrez Lake;
  • Circuito Chico;
  • Centro de Ski Nórdico;

7. El Calafate

Parque Nacional Los Glaciares,

Parque Nacional Los Glaciares em El Calafate

Esta sim é a cidade mais próxima dos campos de gelo do Sul da Patagônia, localizada na província de Santa Cruz. Mundialmente conhecida por dar acesso ao Parque Nacional Los Glaciares, possui uma paisagem digna de filme de aventura: caminhadas entre as geleiras é uma das maiores atrações da região!

Diferentemente do que pode se esperar, a alta temporada de El Calafate é de outubro até a Páscoa, e são estes pontos turísticos que você deve conhecer:

  • Glaciarium: neste museu você terá uma introdução acerca das geleiras da região;
  • Parque Nacional Los Glaciares: aqui é onde se encontra o glaciar Perito Moreno;
  • Geleiras Upsala e Spegazzini: esta visita só pode ser feita por meio de navegação, invista no passeio Ríos de Hielo Express;
  • Reserva Laguna Nimez: observação de aves e flamingos;
  • Casino Club;

Atenção na hora de arrumar sua mala: roupas térmicas e corta vento são bem-vindas, bem como sapatos confortáveis com solas antiderrapantes, luvas, óculos escuros, filtro solar e protetor labial! Não é porque não haverá sol que o protetor e os óculos devem ser ignorados: o gelo também é claro e refletivo!

8. San Martín de Los Andes

San Martín de Los Andes

Lago Huechulafquen em Los Andes

Perceba que ainda estamos falando da Patagônia argentina, e por isso coloquei San Martín de Los Andes em seu roteiro. O vilarejo alpino, rústico e romântico é diferente de El Calafate: esta cidade é a porta de entrada para o Parque Nacional Lanín, o braço vulcânico e selvagem da região.

Se você quer se aventurar por San Martín, aqui vão as dicas de roteiro perfeito:

  • Rota dos Sete Lagos: com mais de 100 km de extensão, este roteiro promete aventura a quem o enfrenta;
  • Vulcão Lanin: é possível fazer uma excursão guiada e segura até vulcão;
  • Lago Huechulafquen;
  • Caminhada pelo Cerro Colorado;
  • Snowboard no Cerro Chapelco;
  • Sendero al Mirador Bandurrias;

9. Ushuaia


Ushuaia fica no arquipélago da Terra do Fogo

Você pode pensar que se essa cidade ficou por último, ela não é tão interessante assim, e é aí que se engana! Ela é carinhosamente conhecida como o "fim do mundo", e nós da Real explicamos o porquê:

Localizada na província Terra de Fogo, ela é a cidade mais austral (ao sul) de todo o planeta, ficando a cerca de 100km da Antártica.

Você pode então estar se perguntando "o que fazer no fim do mundo?" e a resposta é tão peculiar como o local: brindar a vida com vistas exuberantes! Dois dias são o suficiente para conhecer esta cidade e sua cordilheira de neve – e também pode ser o máximo que os brasileiros desacostumados com frio extremo aguentem.

Estas são algumas dicas do que fazer em Ushuaia:

  • Visite a Avenida San Martin;
  • Visite o porto da cidade e tire fotos na placa " Ushuaia Fin del Mundo", bem como no letreiro localizado próximo ao Cassino da avenida Maipú (muitas vezes tem neve!);
  • Viste a o Canal de Beagle e Farol Les Eclaireus;
  • Na Praça Isla Maldivas, 649 argentinos mortos no conflito de 1982 são homenageados com um lindo monumento;
  • Parque Nacional Tierra de Fuego;
  • Conheça mais da história de Ushuaia a bordo do Trem do Fim do Mundo;
  • Glacial Martial e Laguna Esmeralda: destinos para amantes de trekking.

Ah, leve seu passaporte mesmo que não seja necessário: lá você ganha um carimbo do fim do mundo. Já pensou em ter para sempre na memória – sua e do passaporte – essa fantástica experiência?

Esse post foi o suficiente para te animar a conhecer as cidades da Argentina? Esperamos que sim, afinal este país tão próximo do Brasil está chamando por você! Continue por aqui conferindo outro texto que preparamos para você: Viajar sozinha – destinos e dicas para mulheres viajantes!

Até mais!