em viagem
em viagem

Viajar sozinha: destinos e dicas para mulheres viajantes!

Muitas mulheres têm aproveitado a experiência de viajar sozinha. Elas são pioneiras que abriram caminho para tantas outras mulheres que querem viver sua vida de forma independente, mas têm medos e inseguranças.

Nesse artigo vamos te contar todos os detalhes que você deve se atentar ao viajar sozinha. Vamos trazer também os melhores lugares para conhecer sozinha no Brasil e no mundo! Adianto que essa aventura tem muitas vantagens e que tomando os devidos cuidados não é nenhum bicho de sete cabeças como muitos pensam. Acompanhe!

Por que viajar sozinha?

Mulher com mala e chapéu pronta para viajar

Viajar sozinha é um mergulho no autoconhecimento

Viajar é uma das melhores experiências que a vida nos oferece. Possibilita conhecer novos lugares, culturas, comidas e viver a vida de maneiras completamente diferentes das que estamos habituadas.

Apesar de parecer algo impossível para muitas pessoas, realizar uma viagem sozinha, com sua própria companhia, traz inúmeras vantagens. Afinal, a viagem será planejada por você e para você. Todos os passeios escolhidos, assim como restaurantes e até mesmo a hospedagem, refletirão as suas vontades e seus gostos.

Para as que têm medo da solidão, saiba que viajar sozinha não significa estar só o tempo todo. Você pode realizar atividades em grupo, expedições e conhecer muitas pessoas novas. E o mais importante: você estará consigo mesma!

A experiência é um mergulho no autoconhecimento. Não há melhor forma de se conhecer do que estando exclusivamente com você. Uma viagem solo permitirá que você entenda seus gostos, seus medos e também suas qualidades.

Afinal, são muitas características suas que serão estimuladas em uma viagem sozinha. Você exercerá a sua capacidade de resolução de problemas, comunicação, planejamento, entre tantas outras.

Outro benefício que viajar só traz é a possibilidade de prestar mais atenção nos detalhes dos lugares que você visitar. Você não precisará ter pressa para ir para o próximo ponto ou, se desejar ir embora, não precisará ficar nem um minuto a mais.

Essa flexibilidade e autonomia são as principais vantagens desejadas por quem viaja só. Descubra agora quais pontos você deve se atentar antes de viajar sozinha!

Vou viajar sozinha, devo me preocupar?

O primeiro pensamento que passa na cabeça das mulheres ao se imaginar viajando sozinhas é o medo. Insegurança nas ruas, nos hotéis, não conseguir aproveitar os passeios ou até o medo de se sentir só.

Mas saiba que a maioria desses medos são superestimados. Se você for parar para analisar, nós, mulheres, já tomamos todos os tipos de cuidados ao longo das nossas vidas, independente do lugar onde estejamos.

Precauções como não andar em locais isolados à noite, ter cuidado nos transportes públicos, não dar mole com a bolsa em grandes aglomerações… essas são recomendações importantes para qualquer cidade.

O mais importante ao viajar sozinha é ter um bom planejamento e saber as principais características do local. Isso ajudará a tomar as precauções necessárias para cada ambiente e evitará muita dor de cabeça. Assim, você poderá curtir o local do jeito mais confortável e seguro possível!

O que você precisa saber antes de viajar sozinha

Mulher planejando viagem com mapa e notebook

Um bom planejamento é fundamental para curtir a viagem sem problemas

Um bom treino para fazer antes de viajar para outros lugares é conhecer sozinha sua própria cidade. Tenho certeza que onde você mora há lugares incríveis para conhecer ou reconhecer. Ir no cinema ou visitar os pontos turísticos são formas de apreciar sua própria companhia antes de buscar destinos mais distantes.

O primeiro passo, então, é escolher o destino. Há milhares de opções no mundo e no Brasil para todos os estilos. Prefere se aventurar em montanhas, ou relaxar em um resort? Você pode escolher destinos na cidade ou no campo, na praia ou em serras. As opções são infinitas!

Escolhido o destino, a próxima etapa é conferir a documentação necessária. Além dos documentos de identificação em bom estado, alguns países exigem passaporte, visto, seguro-viagem e até mesmo algumas vacinas. No Portal Consular você pode conferir a documentação necessária para cada país.

Entenda como funciona o seguro-viagem nos Estados Unidos, Europa e América do Sul.

Depois disso, fazer um bom planejamento é fundamental. Você deve ter pelo menos uma ideia de quais passeios fará, onde se hospedar, como se locomover no local entre outros detalhes. Entender a dinâmica do lugar escolhido diminui os riscos e permite que você aproveite ainda mais. Conheça agora nossas sugestões de destinos para conhecer sozinha no Brasil e no mundo! 


Quais são os melhores destinos para mulheres no Brasil?

Muitas pessoas acham que o Brasil é um perigoso para mulheres viajarem só. Bem, conhecemos nosso país e sabemos que é preciso ter cuidado e atenção na maioria das cidades. Porém, no Brasil há diversos destinos que você pode curtir sozinha e de forma segura. Alguns deles são:

Ouro Preto, Minas Gerais

A cidade na Serra do Espinhaço é Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Nessa charmosa cidade mineira você pode visitar igrejas, museus, construções coloniais e ainda curtir a noite agitada!

A culinária mineira também se destaca e é possível saborear essas delícias em lindos casarões coloniais, acompanhado de uma boa cachaça. Por ano, milhares de visitantes percorrem as ruas de ladrilho para conhecer parte importante da história do Brasil, e as obras de Aleijadinho e Mestre Ataíde.

Além do cenário bucólico de Ouro Preto, ainda é possível visitar as cidades nas redondezas. O carnaval da cidade é reconhecido nacionalmente, graças a agitação dos universitários que povoam a cidade. Por sinal, se for a sua praia não deixe de conferir as famosas festas das repúblicas!

Para mulheres que viajam sozinha, Ouro Preto traz inúmeras atrações culturais e históricas em ruas tranquilas, além da possibilidade de conhecer muita gente nova nas festas e eventos.

Bonito, Mato Grosso do Sul

Para quem gosta de contato com a natureza, Bonito é a melhor opção disparada. Conhecida como a capital do ecoturismo do Brasil, a região tem lindas grutas de águas cristalinas, trilhas em parques ecológicos e cachoeiras de tirar o fôlego.

Se você quer relaxar e se reconectar com a natureza, essa pode ser a sua primeira viagem solo! Há mais de 46 passeios credenciados, alguns nas mesmas propriedades. Os passeios são organizados por agências de turismo e não exigem nenhuma preparação prévia. Porém, como há um limite de visitantes por dia é importante agendar suas visitas com certa antecedência.

A alta estação é entre dezembro e fevereiro, além dos feriados. Para fugir das aglomerações e ainda ver as piscinas ainda mais cristalinas, escolha os meses entre junho e agosto, a época de secas. Mas vá agasalhada! Bonito fica com uma temperatura amena, chegando até 5ºC durante o inverno.

Jericoacoara, Ceará

Jijoca para os íntimos, essa vila de pescadores já foi eleita como uma das melhores praias do mundo! O cenário é espetacular e perfeito para quem gosta de se aventurar. Os bons ventos favorecem a prática de kitesurf e windsurf, mas também há vários passeios de buggy sobre dunas, trilhas e mergulhos, bem como uma vida noturna bem agitada e diversa.

Atente-se a taxa de preservação ambiental de R$ 30,00 por semana de hospedagem na vila. É possível pagar a taxa diretamente no site da Prefeitura e agilizar o processo. Os passeios geralmente são feitos de buggy e há várias opções de agências para escolher. Na maioria das vezes as próprias pousadas oferecem os passeios e organizam toda a logística.

O vilarejo se tornou extremamente popular na última década e por isso não tem mais a mesma tranquilidade de antigamente. Hoje Jeri tem inúmeros hotéis, restaurantes, bares e baladas, propiciando uma das noites mais movimentadas do nordeste. Por isso, se você procura um destino com paisagens deslumbrantes e muita agitação durante a noite, Jijoca é o lugar certo!

Foz do Iguaçu, Paraná

Além das Cataratas do Iguaçu, as três fronteiras oferecem um conjunto de atrações e curiosidades que agradam todos os perfis de viajantes. Conhecida por ser um dos principais destinos do turismo de aventura e ecológico no Brasil, Foz surpreende e vai além das expectativas.

Você pode conhecer vários templos religiosos em Foz do Iguaçu e desmistificar crenças, como o islamismo e budismo. A mesquita muçulmana sunita Omar Ibn Al-Khattab oferece visitas guiadas e o Templo Budista Chen Tien possui também diversas esculturas, incluindo a de um buda com 7 metros de altura.

Há ainda o famoso passeio de helicóptero pelo Parque Nacional do Iguaçu, o Parque das Aves, os bares de gelo, e é possível ainda visitar as churrascarias argentinas! Como a região está na fronteira entre Paraguai, Argentina e Brasil é possível combinar passeios nos outros países e aproveitar ainda mais a viagem.  



Paraty, Rio de Janeiro

Paraty é aquele cantinho que tem de tudo um pouco! Casarões históricos e super instagramáveis, praias, cachoeiras, eventos gastronômicos e muito mais. Paraty teve sua importância histórica durante o ciclo do ouro e da cana-de-açúcar, quando era o ponto final da Estrada Real.

A área é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional e seus detalhes encantam todos os visitantes. Na maré cheia, o mar invade as ruas próximas aos cais e da cidade é possível vislumbrar tanto as montanhas cheias de verde, como o mar.

É possível ainda aproveitar as cachoeiras da Serra do Mar e as praias próximas da Costa Verde que são acessíveis de barco. Anualmente ocorre a Festa Literária de Paraty entre julho e agosto e esse é um dos períodos de alta estação. De novembro a março são os meses mais chuvosos, mas caso só possa ir nessa época, aproveite para curtir os restaurantes e cachaçarias de Paraty.

Morro de São Paulo, Bahia

Que as praias baianas são fantásticas todos já sabemos. Mas Morro de São Paulo se destaca pelas águas claras e quentinhas. A cidade tem ainda uma noite agitada com opções para todos os gostos. De lá é possível fazer passeios em grupos até a Ilha de Boipeba, piscinas naturais de Garapuá e outros lugares paradisíacos. 

Localizada na Ilha de Tinharé, o acesso pode ser feito pela via marítima, semiterrestre ou ainda em jatinhos particulares, a opção mais cara. Morro de São Paulo é famosa pelas suas praias numeradas: primeira, segunda, terceira e quarta praias. Logo ali pertinho está a Gamboa do Morro e o paredão de argila rosa que esfolia e hidrata a pele.

Antes de marcar sua viagem atente-se ao período de chuvas que vai de março a agosto e a tábua de marés. Afinal, a maioria dos passeios em Morro dependem da maré baixa para ter o visual esperado. 

Quais são os melhores destinos para mulheres no mundo?

Caso você busque destinos mundo afora, saiba que não será difícil encontrar o lugar ideal para você! Muitas mulheres acreditam que o idioma diferente será um desafio. Porém, na maioria dos destinos é possível se virar bem com apenas algumas frases. E, caso você esteja disposta a aprender um pouco mais, essa será uma ótima oportunidade.

Além disso, hoje possuímos inúmeras facilidades como o Google Tradutor, que quebra um galho. Confira agora alguns dos melhores destinos para viajar sozinha pelo mundo!

San Andrés, Colômbia

Quer conhecer o Caribe? Saiba que San Andrés, ilha pertencente à Colômbia, é o destino no Caribe mais em conta! Os preços dos passeios chegam a ser mais baratos que os do Nordeste brasileiro, por exemplo.

Antes de começar a procurar passagens, observe que os meses de setembro a novembro são os piores para visitar San Andrés, assim como as outras ilhas do Caribe. Afinal, é a época de chuvas em que tempestades tropicais e até mesmo furacões são comuns.

Para adentrar na ilha é preciso pagar a taxa de turismo que custa cerca de 35 dólares e pode ser paga no check-in ou no portão de embarque do seu voo para San Andrés partindo de Bogotá, Cartagena ou Panamá. Lembre-se de guardar o comprovante até o final da sua viagem!

Estando lá é só curtir os passeios para as ilhotas próximas e as águas de 7 cores do Caribe! Você pode fazer mergulhos de snorkeling em Johnny Cay e Acuario. Os peixinhos também são abundantes em West Wing e La Piscinita e ali pertinho ainda fica o Hoyo Soplador, um buraco na pedra que, dependendo do vento e da maré, esguicha água do mar como se fosse um geyser. 

Viña del Mar, Chile

Essa cidade fica próxima da cidade de Santiago, no Chile, e é possível conhecê-la por conta própria ou através das agências. Ambas as opções têm seus prós e contras, então escolha a que mais se adequar ao seu perfil.

Um dos principais cartões postais de Viña del Mar é o Castillo Wulff. O lugar era um chalé, construído em 1908 pelo empresário alemão Gustavo Wulff. Oito anos depois, o empresário transformou a construção em um castelo, fazendo sucessivas ampliações posteriores. A vista de uma das torres é um dos visuais mais imperdíveis de Viña del Mar.

O Casino Municipal foi a primeira casa de jogos do Chile, mas o que mais encanta é o caminho à beira mar: a Ponte Cassino, as altas palmeiras e as belas construções do balneário. As praias também são bem famosas, apesar da água gelada do pacífico. Aproveite para conhecer a Playa Los Canones e a Playa Reñaca.

Na região ainda há o Museu Fonck e Moai, criado em 1937, onde se destacam os objetos de culturas do Chile, Peru e Equador. Um dos maiores destaques, porém, é o acervo de mais de 1.400 peças arqueológicas da Ilha de Páscoa, a mais completa mostra da cultura Rapa Nui no Chile continental.

No mês de fevereiro acontece o mundialmente conhecido Festival de Música de Viña del Mar no Parque Quinta Vergara, que por si só já é uma atração que vale a pena.

Punta del Este, Uruguai

A lista do que fazer em Punta é longa e muito variada. Punta del Este é um dos balneários mais famosos da América e vai ser difícil escolher a melhor praia! Com atrações luxuosas e mais modestas, Punta agrada os visitantes de todas as idades e classes.

A pontinha da península marca a divisão entre o Oceano Atlântico e o Rio da Prata. Os dias são longos, já que o sol se põe perto das 20h e sempre há luz para encorajar a sair do hotel e caminhar na praia. Aliás, o pôr do sol é um espetáculo à parte, especialmente quando apreciado da CasaPueblo.

O Monumento ao Afogado, mais conhecido como La Mano ou Los Dedos, é um dos mais famosos de Punta e merece uma foto. Já no Porto de Punta del Este você tem à sua disposição uma infinidade de restaurantes, bares e ainda pode topar com lobos marinhos que aparecem por lá.

Para quem gosta de luxo, a Rambla José Artigas tem as opções mais requintadas de hospedagem e alimentação. Há também vários cassinos para quem quiser tentar a sorte!

Veneza, Itália

Será que é possível se divertir sozinha na cidade mais romântica do mundo? Sem sombra de dúvidas! A Piazza San Marco, o Canal Grande, a Ponte Rialto são os principais pontos turísticos e também os mais lotados, principalmente na alta estação.

Saiba que a melhor forma de conhecer Veneza é a pé ou pelo vaporetto, uma espécie de ônibus-barco que percorre os canais venezianos. Então, modere na bagagem para não precisar carregar muito peso pelas vielas venezianas.

Um fato incrível sobre Veneza é que ela foi construída em 118 ilhas e, por isso, foram construídas mais de 400 pontes para conectar os bairros e regiões. Além das pontes, os famosos canais fazem a conexão por toda a cidade. Por sorte, há várias linhas que compõem o sistema público de transporte e ligam os principais pontos da cidade. O Grande Canal, por exemplo, tem 4 km de extensão e divide a cidade em duas.

Na cidade chamada de Sereníssima há ainda diversos museus, cafés, e festas da cidade. O Festival de Cinema de Veneza acontece no fim de agosto e o famoso Carnaval de Veneza em fevereiro.

Barcelona, Espanha

A capital da Catalunha tem uma arquitetura única. Focada na sustentabilidade, a cidade inova ao implantar ciclovias e zonas exclusivas para pedestres, além de reduzir progressivamente o trânsito de automóveis na área central. 

Os museus mais importantes são a Fundació Miró, com obras do pintor Joan Miró e o Museu Picasso. As festas populares ocorrem entre junho e setembro, com a de Gràcia em agosto e a da Mercè em setembro. Os grandes festivais também ocorrem nesses meses, como Sónar e Cruïlla.

Uma curiosidade é que as praias de Barcelona são todas artificiais. A cidade reformou a orla antes das Olimpíadas de 1992, que foi sediada lá. Você pode escolher entre a Barceloneta, a praia do Porto Olímpico, Nova Icária, Bogatell e Mar Bella, que tem um cantinho que é nudista!

Passeando pelas Ramblas você ficará encantada com as estátuas vivas, pintores, as obras de Joan Miró estampadas em mosaicos no chão, e o monumento dedicado a Cristóvão Colombo. Uma boa pedida é visitar o La Boquería, o mercado público mais fervilhante e célebre de Barcelona.

Lisboa, Portugal

Quer conhecer outro país e ainda falar sua língua? Portugal é o destino certo! O país tem uma infinidade de paisagens maravilhosas e, apesar do sotaque, você se sentirá em casa. Lisboa tornou-se uma cidade cosmopolita e mescla os elementos históricos, como as calçadas, os bondes e as quitandas, com a modernidade.

Lisboa ainda é favorecida por um clima agradável o ano inteiro, mesmo no inverno. Porém, essa estação é a mais chuvosa, apesar das temperaturas quase nunca chegarem a 0ºC. A maioria dos passeios podem ser feitos a pé, utilizando os elevadores públicos para vencer os grandes desníveis da cidade das colinas.

Há ainda os bondes, ônibus e metrôs. Para quem busca mais comodidade, os táxis, aplicativos de transporte alternativos e tuk-tuks estão por toda a cidade. Os principais destinos a serem descobertos são a Torre de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos, o Castelo de São Jorge, a Praça do Comércio, o Padrão dos Descobrimentos, o Arco da Rua Augusta, o Museu da Cidade e o Panteão Nacional. 

Para ver a cidade de cima, não deixe de visitar os elevadores da Ponte 25 de Abril e da rua Santa Justa. Esse último foi projetado por Raul Mésnier, um dos discípulos de Gustave Eiffel. O Teleférico de Lisboa também permite uma vista maravilhosa da cidade. Como o país não é tão grande, vale a pena ainda um pulinho nas cidades próximas como Sintra, Cascais e Porto.

Dicas básicas de segurança ao redor do mundo


Viajar sozinha é uma experiência marcante e alguns cuidados básicos vão garantir a tranquilidade da sua viagem.

Independente do destino, algumas dicas devem estar sempre em mente, como não andar a pé sozinha tarde da noite, e manter contato com alguém próximo, deixando essa pessoa a par dos lugares onde você passará, endereço e telefone do hotel onde está hospedada. Confira mais alguns cuidados que você pode tomar durante sua viagem para curtir tranquilamente o passeio!

Cuidados antes da viagem

Para quem viaja sozinha pela primeira vez, as dicas principais são: pesquisar bastante sobre o destino e a cultura local e dividir com algum parente ou amigo os planos da viagem para caso precise de algum tipo de apoio.

Informe-se sobre o destino que você vai visitar e, se houver áreas não recomendadas, evite-as. Busque recomendações de hotéis, restaurantes e passeios em sites como Booking e Tripadvisor. Informe-se até mesmo sobre a cultura do lugar, o que pode impactar na sua experiência, principalmente como mulher.

Além das recomendações de usuários, você pode conferir ainda a classificação de segurança nos países pelo Travelsafe-abroad e usar o mapa interativo do Hoodmaps para descobrir mais sobre as regiões da cidade que será o seu destino.

Pesquise também o clima, já que dependendo do lugar ele pode impactar muito sua experiência. Conhecer a moeda local e como funciona o transporte também é imprescindível. Leve dinheiro extra ou cartões de crédito com limite disponível. Sempre considere que imprevistos podem acontecer e é melhor retornar para casa com o dinheiro do que precisar e não ter.

Ter internet ativa no celular também é outra dica de ouro! Leve um chip de dados do Brasil ou compre um quando chegar ao destino. Afinal, por mais que tenhamos nossos planos em mente, muitas vezes somos surpreendidas e a internet pode ajudar e muito em emergências.

Hospedagem

Sobre a hospedagem, o ideal é escolher uma em regiões bem localizadas e próximas aos pontos turísticos. Quando for escolher, considere também qual tipo de transporte você precisará usar e a distância das atrações que você quer conhecer.

Veja as avaliações dos hóspedes e escolha um modelo que se encaixe no seu perfil. Nos hostels é mais fácil fazer novas amizades e encontrar companhia para os passeios. Os hotéis e pousadas oferecem maior privacidade e algumas comodidades como café da manhã e lavanderia.

Outra dica é viajar com pouca bagagem, para que você não precise de ajuda nos deslocamentos e possa se movimentar com mais autonomia. 

Passeios

Fazer um planejamento dos passeios com certeza te ajudará a aproveitar melhor a sua viagem. Você terá uma ideia do que quer visitar, qual o melhor roteiro seguir para economizar tempo e dinheiro e quais atrações vão demandar mais atenção da sua parte.

Na maioria das cidades você pode optar por fazer passeios em grupos guiados ou sozinha. Mas sempre pesquise antes para descobrir se a atração exige a contratação de um guia ou se tem algum outro requisito.

Para quem gosta de fazer novas amizades, os passeios em grupo são uma ótima opção! Já quem prefere ir fazendo tudo no seu tempo e sem a interferência de outras pessoas, vale fazer uma pesquisa mais completa para não ser surpreendida.

Outra dica essencial para ter tranquilidade e segurança nas suas viagens é fazer um seguro-viagem antes de viajar. Muitos destinos exigem um seguro-viagem até mesmo para entrar no país. Mas mesmo que não seja obrigatório, esse é um item fundamental.

Importância do seguro viagem para mulheres viajantes

O seguro-viagem é indispensável para qualquer tipo de viagem, sozinha ou acompanhada. Afinal, emergências de toda natureza podem acontecer e conseguir um atendimento médico fora da sua cidade pode não ser tão fácil.

Em alguns países os seguros-viagens são exigidos logo na entrada, como na Europa. 26 países europeus integrantes do Tratado de Schengen solicitam cobertura médica de urgências e emergência a partir de €$ 30.000. Venezuela, Equador e Cuba também exigem o seguro-viagem, cada um com seus requisitos próprios.

Além disso, no contexto da pandemia do Covid-19, muitos países como Egito, Uruguai e Argentina estão exigindo o seguro com cobertura para urgências e emergências médicas de Covid-19. 

Descubra nesse artigo quais países estão exigindo a cobertura para Covid-19.

E, mesmo que o país que você deseja visitar não tenha essa exigência, ainda sim é fundamental se precaver. Em alguns países, como os Estados Unidos, os serviços de saúde são extremamente caros e você pode gastar uma pequena fortuna em um atendimento de emergência.

Caso você faça passeios mais radicais, como trekkings, escaladas ou mergulho, também é importante ter essa proteção a mais. Além disso, o seguro-viagem ainda protege a sua bagagem em caso de extravio e, dependendo do plano, pode até mesmo cobrir despesas farmacêuticas. Outras coberturas que um seguro-viagem completo oferece são:

  • Cancelamento de viagem;

  • Interrupção de viagem;

  • Atrasos de viagem;

  • Conexões perdidas;

  • Bagagem e objetos pessoais;

  • Atendimento médico e odontológico de emergência;

  • Evacuação médica de emergência;

  • Morte acidental e desmembramento e repatriamento. 

Entenda nesse vídeo um pouco mais sobre a importância de contratar um seguro-viagem independente do seu destino (e até mesmo para viagens nacionais!):

Viajar sozinha é sinônimo de liberdade. É a oportunidade perfeita para fazer novas amizades, adquirir independência, para refletir, descansar e principalmente colocar em prática seus próprios planos.

Antes de tudo tenha em mente que viajar sozinha não é sinônimo de viajar solitária. Afinal de contas, você estará na companhia da pessoa mais importante da sua vida: você. É uma oportunidade de explorar o autoconhecimento que permitirá a descoberta dos seus gostos, medos, coragens e objetivos.

Nunca duvide que a sua própria companhia vale a pena! Seguindo essas recomendações temos certeza que você terá as experiências mais marcantes da sua vida. Agora é só arrumar a mala e cair de cabeça nessa aventura!