em viagem
em viagem

Conheça 10 castelos no Brasil que você pode visitar!

Geralmente associamos os castelos aos países europeus, mas você sabia que há vários espalhados pelo Brasil? Alguns são realmente inspirados pela arquitetura européia, e outros são fruto da pura criatividade brasileira.

Nesse artigo vamos te mostrar 10 castelos no Brasil e mais um bônus no final! Já adiantamos que alguns deles são abertos a visitação. Prepare sua roupa de realeza e venha conhecer os castelos brasileiros!

Vista do Castelo da Ilha Fiscal no Rio de Janeiro, RJ
O Castelo da Ilha Fiscal no Rio de Janeiro foi idealizado pelo próprio Dom Pedro II

Existem castelos no Brasil para visitar?

Sim! Alguns castelos no Brasil são abertos a visitação. Os dias, horários, preços e condições dependem de cada castelo. Porém, alguns outros castelos são propriedades privadas que não são abertas para visitação. Alguns, inclusive, podem ser comprados! Leia para saber mais sobre cada um.

1. Castelo Furlani  – Pederneiras / SP

O primeiro castelo brasileiro que vamos te apresentar é o Furlani, na cidade de Pederneiras, próximo a Bauru, no estado de São Paulo. Ele foi idealizado por Fausto Furlani, engenheiro austríaco responsável pelo desenho da obra. Ele importou os materiais da Alemanha e França, e se inspirou na região de Trentino Alto Ádige, na Itália, para compor o castelo.


Infelizmente, o castelo não está aberto a visitação, mas é possível agendar ensaios fotográficos na propriedade! Basta entrar em contato e fazer o seu orçamento.

2. Castelo de Itaipava – Petrópolis / RJ

Já o Castelo de Itaipava, em Petrópolis, pode ser visitado e até mesmo escolhido como hospedagem! Ele é o único castelo em estilo medieval das Américas e foi construído em 1920 pelo Barão J. Smith de Vasconcellos.


Com um estilo renascentista, o castelo foi projetado por Lúcio Costa, responsável pelo projeto do Plano Piloto de Brasília anos mais tarde. Os materiais foram importados da Europa e o castelo já foi até mesmo cenário para a novela “Guerra dos Sexos” em 2013.

Atualmente, é possível conhecer o bistrô e restaurante do castelo, além de se hospedar em um dos quartos mais luxuosos da região serrana do Rio de Janeiro. Se quiser eternizar um momento da sua vida nesse cobiçado castelo, também é possível reservá-lo para eventos como casamentos. Acesse o site para conhecer todas as informações deste destino diferenciado.

3. Castelo Zé dos Montes – Sítio Novo / RN

Construído no interior do Rio Grande do Norte, o Castelo de Zé dos Montes é um dos mais diferenciados do Brasil. José Antônio Barreto, conhecido como Zé dos Montes, começou a construção do castelo em 1984, inspirado por uma visão que ele teve aos 8 anos, onde Nossa Senhora lhe pedia para construir uma igreja. 


A partir disso, Zé começou a construir um complexo castelo com pedra e cal que retratava a Via Crucis, cheio de labirintos e altares. A construção durou 20 anos e hoje o castelo se destaca na Serra do Tapuia, a cerca de 100km da capital Natal.

É possível fazer uma visita guiada no castelo com Joseildo Gomes, filho de Zé, por R$ 20,00 por pessoa!

4. Castelo São João – Recife / PE

Já em Recife fica o Castelo São João, que abriga o Museu de Armas São João: uma das maiores coleções particulares de armas brancas (adagas, espadas, facas, canivetes, estiletes, etc). O proprietário do castelo é o empresário Ricardo Brennand, que também é um colecionador.  


O Castelo faz parte do Instituto Ricardo Brennand que fica numa reserva de mata atlântica preservada de 77 mil metros quadrados no antigo engenho São João. A construção em estilo gótico pode ser visitada de terça a domingo. O ingresso custa R$ 30,00 a inteira e R$ 15,00 a meia de terça a sexta-feira e R$ 40,00 a inteira e R$ 20,00 a meia durante os finais de semana e feriados.

5. Castelo do Batel – Curitiba / PR

No sul do Brasil, em Curitiba, você pode visitar o Castelo do Batel, inspirado nos castelos franceses da região do Vale do Loire. A obra realizada entre 1924 e 1928 foi idealizada pelo cafeicultor Luiz Guimarães e em 1974 foi tombada pelo patrimônio histórico do Estado do Paraná. 


A importância da construção é tanta que em 1947 ela foi residência do então governador Moysés Lupio e família, onde recebeu personalidades como Assis Chateaubriand, Juscelino Kubitschek, Jânio Quadros e David e Nelson Rockefeler.

Atualmente funciona como espaço de eventos e restaurante, e é possível realizar um tour guiado por R$ 60,00. Confira os horários e condições para a visita no site do Castelo.

6. Castelo Belvedere – Treze de Maio / SC

O Castelo Belvedere, na cidade de Treze de Maio em Santa Catarina, é o lar do padre Nivaldo Ceron e sua família. A obra durou 11 anos e iniciou em 1999, e atualmente contempla um café, pousada e uma capela, onde o padre realiza as missas aos domingos.


O tour guiado dura 30 minutos e conta sobre a história da construção que é um dos principais pontos turísticos da região. É possível pagar o tour a parte, por R$ 25,00, ou incluir o café colonial por R$ 50,00.

7. Castelo Mourisco – Manguinhos / RJ

O Castelo, ou Pavilhão Mourisco, é a sede da Fundação Oswaldo Cruz. Localizado na zona norte do Rio de Janeiro, a construção foi idealizada pelo próprio Oswaldo Cruz em 1905 e projetada pelo  arquiteto português Luiz Moraes Júnior.


O prédio de arquitetura árabe-espanhola, chamado de estilo neomourisco ou neoislâmico, ostenta azulejos portugueses, ladrilhos hidráulicos nos pisos, tapeçarias árabes, vitrais coloridos, colunas e arcos. 

Hoje o lugar é praticamente um museu, com um acervo histórico do período marcado por personagens como Oswaldo Cruz e Carlos Chagas, incluindo até mesmo fotos e documentos de episódios como a Revolta da Vacina. O tour é gratuito e deve ser agendado no site da Fiocruz

8. Castelo Simões Lopes – Pelotas / RS

Construído entre 1920 e 1923, o Castelo Simões Lopes foi o primeiro imóvel a ter calefação na cidade de Pelotas, importada da Suíça. Além disso, a estrutura é de cimento armado importado da Europa, uma novidade para a época.


Era propriedade de Augusto Simões Lopes, filho do charqueador João Simões Lopes Filho, o Visconde da Graça e tio do escritor gaúcho João Simões Lopes Neto. Em 1990 foi adquirido pela prefeitura de Pelotas e tombado em 2012.

O castelo que lembra o estilo medieval foi sede de ​​reuniões de autoridades e políticos da época, como Washington Luís e Getúlio Vargas. Infelizmente, as obras de restauração foram interrompidas durante a pandemia e o castelo está fechado para visitação.

9. Castelo da Ilha Fiscal – Rio de Janeiro / RJ

A Ilha Fiscal por si só já é um lindo atrativo turístico. Antes chamada de Ilha dos Ratos, ela foi transformada em um posto da alfândega em 1889. Localizada na baía de Guanabara, na cidade do Rio de Janeiro, foi idealizada pelo próprio Dom Pedro II, que tinha como objetivo não conflitar com a paisagem natural da ilha.


O projeto neogótico foi elaborado por Adolpho José Del Vecchio com base nas ideias do arquiteto francês Viollet-le-Duc. O Castelo da Ilha Fiscal foi o palco do último baile do Império, visto que a República foi proclamada em 1889.

Atualmente funcionam na ilha o Espaço Cultural da Marinha e o Museu Naval, que podem ser visitados. 

10. Castelo de Pedras Altas – Pedras Altas / RS

O Castelo da Granja Pedras Altas foi construído entre 1909 e 1913 como um presente do diplomata Joaquim Francisco de Assis Brasil para sua segunda esposa, Lydia. Ele tem o estilo medieval e foi palco de momentos históricos como a assinatura do acordo que encerrou a Revolução Gaúcha de 1923.


É tombado como Patrimônio Histórico e Artístico do Rio Grande do Sul devido a sua biblioteca com obras raras e diversificadas, documentos e mobiliário. A construção foi ainda um marco do uso de técnicas pioneiras como iluminação a gás, captação e águas pluviais para abastecimento e preocupação com conforto térmico. 

Infelizmente, o castelo com o maior acervo cultural-familiar do Rio Grande do Sul está fechado desde 2017, quando a última moradora, a bisneta Lydia de Assis Brasil, mudou-se, suspendendo as visitas públicas.

Bônus: Castillo Pittamiglio em Montevidéu

E se você estiver dando um pulinho no nosso vizinho Uruguai, saiba que lá também tem castelos! E um deles é o Castillo Pittamiglio, construído em 1911 em Montevidéu, conhecido por ser a casa de um alquimista.


Nele morou o alquimista Humberto Pittamiglio que colocou os seus estudos em todos os detalhes do castelo. É possível fazer uma visita guiada de terça a domingo por cerca de 130 pesos.

É possível se hospedar em algum desses castelos?

Felizmente, sim! Como a maioria deles são propriedades particulares, alguns foram transformados em hotéis, ou até mesmo restaurantes. Contudo, cada um possui o seu funcionamento próprio, então vale a pena pesquisar antes de ir.

É impressionante saber que no Brasil existem tantos castelos, não é mesmo? Apesar de cada um ter a sua própria história e peculiaridades, todos merecem uma visita! Não deixe de conhecer esse e outros destinos pelo Brasil e pelo mundo aqui no nosso blog! E já encaminha esse artigo para alguém que ainda não conhece os castelos do Brasil!

Imagem de Perfil do autor

Redatora e viajante de carteirinha, vive buscando novas aventuras na sua cidade e fora dela!