comparador Seguro Viagem

O termo “comparador de seguro viagem” pode soar confuso para quem não está acostumado a viajar. Mas até quem está acostumado pode estranhar a expressão e possivelmente não vai fazer a menor ideia do que ela quer dizer na prática.

Vale a pena descobrir, no entanto, porque estamos falando de um conceito que tem o potencial de tornar qualquer viagem muito mais fácil, muito mais segura e muito mais barata.

Se ainda não conhece pare tudo que está fazendo e entenda conosco mais sobre esse tipo de serviço revolucionário, que torna a vida de qualquer viajante muito mais fácil!

Comparador de seguro viagem existe?

Existe, sim. É bem verdade que a maior parte dos viajantes não sabem muito desse produto, mas ele existe sim e é excelente. Sua ideia é permitir que o turista conte com um meio prático para ver preços de diferentes companhias para variados planos de assistência à viagem, no mesmo período de tempo e para o mesmo local.

Ou seja: com esse serviço o cliente consegue saber quanto cada empresa cobra para resguardá-lo e indenizá-lo nos casos previstos, considerando o seu destino e os dias que vai passar fora. É uma maneira de simplificar o seu trabalho de por conta própria comparar o que várias companhias oferecem.

Isso é o que se fazia antigamente, e tomava um tempo grande e muita energia do turista que só queria escolher um seguro porque precisava (por ser obrigatório) ou porque considerava importante. Com esse tipo de simplificação de processos não é necessário tanto estresse e nem tanta dor de cabeça!

Veja se esse tipo de serviço de comparação é bom

É sim. É bom porque faz com que processos de decisão que normalmente seriam complexos, trabalhosos e muito cansativos se tornem práticos, rápidos e livres de qualquer suspeita.

Sim, porque ainda tem esse ponto: além de ser complicado decidir qual seguro usar por conta própria porque exige muita pesquisa e muito tempo também pesa o fato de que normalmente somos viciados nas nossas opiniões. É difícil ser isento quanto é um ser humano que está escolhendo. Ainda que haja a vontade, o desejo é sim desafiador.

O comparador faz tudo sozinho e da forma mais imparcial possível, livrando o usuário da obrigação de decidir com base nos próprios anseios, já que ele terá fatores específicos para se basear e para considerar na hora da tomada de decisão, o que é indubitavelmente maravilhoso e super importante.

Entenda a necessidade de se ter uma assistência de viagem

Há quem ache bobagem ter assistência de viagem, mas a real é que quando se viaja não se está imune aos riscos comuns do dia a dia. A gente adoece, se acidenta, é roubado, é furtado, perder bagagem, precisa de translado, precisa lidar com atrasos e muito mais.

Não rola uma blindagem simplesmente porque nos propomos a ir para outro país. Longe disso. Tudo pode nos atingir, e se atinge isso significa que sem seguro o turista vai ter que lidar com tudo sozinho, sem ajuda e sem apoio, e ainda precisará custear do próprio bolso as situações insólitas que lhe atingiram.

Não é nada legal mesmo, e a melhor maneira de se garantir é tendo uma assistência de viagem completa, com coberturas que façam sentido para as necessidades e preocupações gerais. Conhecê-las, aliás, é imprescindível!

Descubra as coberturas que são oferecidas

Normalmente pouco se fala das coberturas de uma viagem, mas é necessário entender o que mais se oferece nesse mercado. Isso porque sem esse conhecimento fica difícil ter poder de escolha e, consequentemente, de barganha, o que é primordial! De maneira geral, entre as assistências mas dadas estão:

  • As de bagagem;
  • As de doença e acidente, ou traslado médico;
  • As de problemas nos dentes;
  • As de remédio;
  • As de atraso;
  • As de regresso sanitário ou funerário;

Obviamente existem outras mais específicas, que vão segundo os anseios do cliente ou a sua situação atual, ou o lugar para onde ele vai. Por exemplo, uma grávida tem um seguro diferente de uma pessoa que não está gestante, e quem vai para países signatários do tratado de Schengen segue linhas que outros não precisam.

De todo modo, essa variedade deve ser entendida pelo consumidor a partir do que ele precisa. É algo muito pessoal e em geral dependerá das variáveis que citamos acima e de várias outras, que podem surgir da noite para o dia.

Perceba a necessidade de fazer a cotação

Quem não faz a cotação se complica muito, já que tem que lidar com os preços impostos pelo mercado para aqueles que não estão bem informados e bem preparados. Na verdade, isso é bem comum e bem recorrente, mas não significa que não seja péssimo e terrível em todos os níveis.

Aqueles que fazem a cotação tem o entendimento do quanto podem ter que pagar pelos serviços que estão interessados em adquirir. É esse o caminho que deve ser seguido e que permite que uma economia verdadeira aconteça, porque sem isso o cliente fica a mercê do que o mercado impõe.

A cotação, especialmente a feita pelos comparadores de seguro dá um fôlego novo ao consumidor, que passa a ter voz e a possibilidade de negociar muito melhor o seu produto. É isso que faz a diferença e que traz paz para um viajante que só quer ir protegido para o seu local de destino, de preferência gastando menos.

Conte com a Real Seguro Viagem

Contar com um comparador de Seguro Viagem pode ser o diferencial entre o sucesso e o insucesso da empreitada de alguém para outro país. É comprovadamente a forma mais simples de escolher a assistência que vai acompanhar a experiência fora do país, sendo também barata e confiável.

Para os que ainda não conhecem uma empresa mais que capacitada para ajudar nesse processo complexo e difícil a dica é contar com a ajuda da Real Seguro Viagem, uma companhia especializada em comparar esses valores, garantindo que os seus consumidores tenham acesso às melhores coberturas, pelos preços mais legais!