Compare os melhores seguros de viagem

Leia também:

Seguro Viagem Seguro Viagem Europa Seguro Viagem América do Norte Seguro Viagem América do Sul Seguro Viagem EUA Seguro Viagem Internacional

Tratado de Schengen - Seguro Viagem

O seguro viagem - tratado de Schengen - conecta uma série de necessidades de vários tipos de viajante, mas a verdade é que a maior parte das pessoas do mercado não tem a devida informação sobre o assunto.

Isso cria um problema, porque muitos vão (ou almejam ir) para os países onde essas regras estão impostas, e sem conhecer a importância de ter uma assistência de viagem nessas áreas tudo pode se perder e tornar inclusive completamente impossível!

É necessário, portanto, falar mais abertamente sobre o tratado de Schengen, suas consequências e como seguir seus mandamentos do jeito certo, se protegendo de eventuais dores de cabeça. É isso que esse texto vem trazer!

Tratado de Schengen: seguro viagem é necessário?

Os países que são signatários do tratado de Schengen pedem de seus viajantes um Seguro Viagem voltado para questões de saúde. O valor desse seguro é de 30 mil euros no mínimo.

Sem essa garantia os viajantes que desejam explorar os países que assinaram esse tratado não podem entrar em suas terras. Aliás, isso é tão real que em muitos casos o viajante que não tem o seguro já comprado sequer pode tirar o visto para visitar essas áreas, ou seja, é algo realmente sério e fundamental.

O bom é que a obrigatoriedade faz com que muitos turistas se conscientizem da necessidade de contar com esse advento e se protejam mais. Ainda que de forma “forçada” ter a chance de ter uma boa assistência para tornar a sua viagem mais segura, mais tranquila e mais feliz é o melhor dos mundos sempre, disso não há dúvida!

Para que países o Tratado de Schengen vale?

É interessante dizer que o tratado de Schengen vale para vários países, e a maior parte deles faz parte da União Europeia. Agora, existem países que não estão no bloco econômico europeu e ainda cobram esse tipo de garantia, como a Suécia e a Noruega, para citar alguns exemplos.

Pesquisar sobre os países que exigem o produto é fundamental para evitar uma série de dores de cabeça. Muitos turistas não o fazem, mas é necessário, porque como já dito sem esse tipo de garantia talvez a preparação para a experiência nesses territórios seja completamente travada e impossibilitada!

Dá para viajar sem seguro viagem para os países do Tratado de Schengen?

Não mesmo! Tem quem pense que dá para driblar esse tipo de regra, mas como já dito muitos dos países que assinaram esse tratado exigem que o seguro seja apresentado já na hora de requisitar o visto de entrada, ou seja, nenhum desses processos é assim tão fácil e tão simples de ser simplesmente evitado ou driblado.

É importante, portanto, aceitar a realidade. Uma vez que se descobriu que se está indo para um país que tem esse tratado como norte é fundamental buscar um seguro bom, mas aí vem a parte complicada desse processo...

Descubra um seguro viagem realmente funcional

Escolher um bom seguro viagem é sempre desafiador, especialmente quando se vai para o outro lado do mundo. O que a maior parte dos turistas faz é buscar por coberturas entendidas como básicas, como:

  • A de bagagem;
  • A de doença e acidente;
  • A de problemas odontológicos;
  • A de translado médico;
  • A de retorno sanitário ou funerário;
  • A de atraso de vôo;
  • A de remédios;
  • E assim vai. A lista é longa, mas normalmente o viajante mais precavido e experiente foca nesse tipo de garantia. A partir do momento que se definiu quais são as melhores é fundamental que ele vá um pouco além e busque empresas que ofereçam esses serviços.

    Encontrando as mais requisitadas caberá ao turista comparar as melhores, para descobrir quais servem mais aos seus anseios, e quais não atendem às suas demandas.

    Isso dá um trabalhão, verdade seja dita. Vai tomar tempo, energia e é difícil conhecer um viajante que ache confortável ficar focando nisso, quando pode delegar esse tipo de trabalho a quem entende e quem tem experiência.

    O problema é que parece inevitável abraçar produtos que são indicados, que tem tradição ou que são mais baratos teoricamente se a gente tem que se virar escolhendo, sem ajuda, com pressa e com pouca paciência. A boa notícia é que existe um serviço revolucionário que pode ajudar bem nesse processo!

    Use os comparadores a seu favor

    A maior parte dos turistas não faz ideia, mas existem comparadores de assistência de viagem. Elas servem para facilitar a vida de quem viaja de maneira decisiva, apresentando os produtos mais em conta e que mais se adequam às necessidades.

    Há quem pense que isso é muito complicado e muito difícil de confiar, mas a verdade é que é bem longe disso. Trata-se de um serviço de confiança, desenvolvido por gente especializada no assunto e que sabe fazer o melhor por quem viaja!

    Aliás, se está pensando nesse momento que empresa pode servir bem para esses preceitos e para essas demandas há uma que é a ideal em todos os sentidos e de todas as formas. Esse é com certeza um rol onde a Real Seguro Viagem se encontra, e se ainda não sabe sobre chegou o momento de descobrí-la!

    Conheça a Real Seguro Viagem

    A Real Seguro Viagem é uma empresa especializada na comparação de seguros de viagem. A ideia é que ela apresente de forma direta e com aspectos objetivos o que cada seguradora oferece, e a partir daí cabe ao viajante escolher o que melhor lhe serve e o que mais faz sentido dentro dos seus conceitos e das suas preocupações.

    Nem todos já tiveram a chance de aproveitar esse tipo de produto, mas uma vez que se torna rotina fazê-lo a qualidade da proteção da viagem (e da economia na sua compra) aumenta!

    Se é necessário ter um Seguro Viagem para o tratado de Schengen, é fundamental contar com a Real Seguro Viagem no processo, porque ela pode representar um adianto nesse processo, tornando ele mais fácil, mais prático, mais acessível e muito mais bem-sucedido.



    Garanta o melhor preço agora!